Bauru e grande região - Terça-Feira, 24 de Agosto de 2004  
 
24/08/2004
Saindo da tela
Academia Virtual Brasileira de Letras lança sua primeira antologia hoje
Gustavo Cândido
Criada há três anos pela professora, webmaster e designer Maria Inês Simões, a Academia Virtual Brasileira de Letras (AVBL) é uma instituição literária genuinamente bauruense que reúne quase 400 membros ativos e possui mais de 600 candidatos a novas vagas. Apesar disso, ainda é pouco conhecida em sua cidade natal.

Segundo Maria Inês, essa situação é apenas temporária. Hoje, a AVBL dá um salto do mundo virtual para o real com o lançamento da “1.ª Antologia Poética”, no Centro Cultural “Carlos Fernandes de Paiva”, às 20h. O livro, com obras de 118 membros de 16 países diferentes, além de mostrar os trabalhos dos escritores filiados à entidade, pode ser uma arma para popularizar a academia.

Durante o lançamento, 100 exemplares da antologia serão doados à Biblioteca Municipal para serem vendidos. A renda será destinada à compra de novos títulos para a biblioteca.

Maria Inês concedeu uma entrevista ao JC na última semana na qual fala sobre a antologia e a AVBL. A seguir, os melhores trechos.

Jornal da Cidade - Quantos membros da academia estão na antologia. Quem organizou o trabalho?
Maria Inês Simões - A obra foi idealizada e coordenada por mim e o projeto desenvolvido por Ruth Lara Godoy, André Correia, José Henrique Simões e Jorge Simões. Na antologia, contamos com 118 Membros entre efetivos e honorários. Na obra publicamos membros de 16 países em 4 continentes. No Brasil representantes de 16 estados em 45 cidades. A apresentação foi escrita por Leila Cordeiro (jornalista, pintora e poeta - FL/USA). O prefácio por Angela Bretas (jornalista, escritora e poeta - FL/USA). Há a participação especial de Jurandir Argolo (poeta - Rio de Janeiro), Paulo Rebêlo (jornalista - Recife), Catherine Roos (empresária - São Paulo), Tathy Marcondes (pesquisadora t. empresarial - Ponta Grossa) e Soraia Maria Lopes Martins (psicóloga - Governador Valadares).

JC - Quantos membros a AVBL possui atualmente?
Maria Inês - Atualmente somos 386 membros efetivos (de nacionalidade brasileira e de países que falam a língua portuguesa) e 16 membros honorários (de outros países). Ainda temos 620 cadastros de futuros membros que aguardam suas inclusões.

JC - O que é preciso para ser membro?
Maria Inês - É necessário que o membro utilize a tecnologia computacional para confeccionar suas obras. As ferramentas de trabalho voltadas à Internet se faz obrigatória uma vez que as divulgações e exposições literárias ocorrem dentro da rede de computadores (Internet) quer seja através de e-mails ou websites. Já no ato da inscrição o futuro membro apresenta seus trabalhos enviando o endereço de seu site (URLs) para divulgação.

JC - Apesar de ser uma instituição criada em Bauru a academia ainda é pouco conhecida na cidade. Na Internet deve ser diferente. É interesse da AVBL “transformar” esse lado virtual em obras físicas como a antologia que está sendo lançada?
Maria Inês - A AVBL apesar de ter seus “domínios” no virtual ela é totalmente “física”, desde a fundação tivemos o cuidado de saber separar o que seria real e o que seria virtual, é uma empresa registrada no CNPJ, Inscrição Estadual, Inscrição Municipal, Cadastro no ISBN, Fapesp... enfim uma instituição totalmente bauruense em suas raízes, registros e documentações. Ser conhecida aqui em sua cidade natal como deveria ser realmente, é só uma questão de tempo. Com relação a popularidade na Internet, há um pequeno exemplo: existem na web os sites que “medem” a popularidade de um domínio o Marketleap é um deles ( http://www.marketleap.com/publinkpop/). Nestes sites medidores de popularidade é possível acompanhar o crescimento com relação ao conhecimento de seu website (na Internet) possibilitando assim visualizar a popularidade de seu website e comparar a um outro do mesmo ramo. Veja: pesquisando neste momento sobre a AVBL na Internet, hoje a AVBL conta com 1.013 pontos de popularidade. Continuando com a pesquisa, buscamos outro site do mesmo ramo, por exemplo a consagrada Academia Brasileira de Letras. Constatamos que o site da Academia Brasileira de Letras, hoje está com 4.481 pontos de popularidade. Aparentemente a nossa AVBL pode demonstrar que está com um numero inferior, mas se levarmos em consideração que a Academia Brasileira de Letras tem mais de 100 anos de existência e a AVBL apenas 3 anos... Então esta diferença se torna insignificante e já nos possibilita visualizar onde a AVBL estará em popularidade na Internet dentro dos próximos anos.

JC - Por que você decidiu criar a AVBL? Existem outras entidades similares no mundo?
Maria Inês - Antes de fundar a AVBL eu já trabalhava com poesias na Internet, tinha o Ipoesia, onde divulgava meu trabalho e o trabalho de alguns amigos. O Ipoesia era muito visitado e muitas pessoas se dispunham a participar, daí a idéia de criar a AVBL, um site que pudesse mostrar o trabalho dos poetas virtuais, e consagrá-los como membros e estar sempre incentivando-os e auxiliando-os em pesquisas e inovações em nossa literatura virtual. Na web, tanto no Brasil como no mundo, dentro desta categoria com as nossas idéias e ideais somos os pioneiros, ainda não surgiu nenhum projeto de igual teor.

JC - A academia desenvolve outro tipo de atividade além de reunir escritores?
Maria Inês - Em princípio, o maior objetivo era reunir e divulgar autores, escritores e poetas virtuais. Com o passar do tempo surgiram outras necessidades, como a criação da Editora AVBL – registrada na Biblioteca Nacional – a mudança no contrato social, onde já estamos preparando o “Virtualismo – Escola de Autores, Escritores e Poetas Virtuais” (www.virtualismo.com.br) e a criação do Ebooknet – Bibliotecas Virtuais (www.ebooknet.com.br) onde disponibilizamos e confeccionamos livros virtuais. No ebooknet, existem 74 bibliotecas virtuais (membros da AVBL) onde são disponibilizadas 169 publicações para downloads gratuitos.

• Serviço

Lançamento da “1.ª Antologia Poética”, hoje às 20h, no Centro Cultural. Avenida Nações Unidas, 8-9. Informações (14) 3212-3070.
 
 
 
 
(SF) © Copyright 2001 Jornal da Cidade - Todos os direitos reservados - fone (14) 3104-3104 - Bauru-SP